Introdução

Amigos associados (a), o presente material são pesquisas desenvolvidas ao longo dos 30 anos, nos setores do Clube. Apresentamos um cronograma de responsabilidade que será seguido por nós e os próximos gestores.

As estruturas administrativas do clube no dia-a-dia de trabalho requerem profissionalismo e programa de ações direcionada ao planejamento e execução de projetos com visão panorâmica e prática.

Nossa proposta de ações de renovação envolve a política, administrativa e operacional, deve ser implantada em ate 6 meses dependendo das condições físicas de cada setor. O clube deve ser administrado nos moldes empresarial para ter  resposta rápida sem criar impacto operacional ou prejudicar as atividades do associados.

No modelo atual todas as finanças do clube giram em torno de (duas pessoas) o Presidente do Clube mais o Diretor Financeiro. As demais vinte e três diretorias não dispõem de verba, os diretores são eleitos representante de cada pastas da qual representa.  

Administrar um clube social é bem diferente, tendo com fonte principal de arrecadação a TMD ( Taxa de Administração e Desenvolvimento).  Assim sendo, não podemos onerar cada vez mais os associados, a que se buscarem outras fontes de arrecadação com grandes patrocinadores.  Cada associado individualmente pode detectar no seu campo de visão, idéias, oferecendo a diretoria uma nova proposta. O principal investimento de uma administração é a credibilidade e aceitação com projeções segura do investimento sem prejuízo ou perdas.